Deslocamento Anterior do Disco Articular com Redução. Recapturar ou não Recapturar, eis a Questão.

A articulação temporomandibular (ATM) é uma articulação sinovial diferente de outras articulações no corpo humano ela é capaz de se movimentar nas três dimensões. Fatores etiológicos diferentes como trauma, doenças sistêmicas e locais, doenças autoimunes e oclusão podem criar condições para o deslocamento do disco articular.

Figura 1. Luxação anterior do disco articular em uma paciente de sexo feminino de 52 anos de idade

O ligamento retrodiscal superior é suscetível a injurias, e danos permanentes neste tecido retrodiscal dificulta o retorno do disco para sua posição fisiológica que é encima da cabeça da mandíbula ou côndilo mandibular. Esta articulação (articulação temporomandibular) tem uma biomecânica complexa.

Figura 2. Luxação anterior do disco articular. Paciente de sexo masculino. 34 anos de idade.

Em uma simplificada definição DESLOCAMENTO DISCAL COM REDUÇÃO significa que o disco está anterior a posição normal em relação ao côndilo na fossa mandibular, e o côndilo pode estar posicionado posteriormente ou não da sua posição normal quando os dentes estão em oclusão habitual. Quando a boca abre a relação normal e sadia do côndilo mandibular e o disco é restaurada.  Eu não vou entrar aqui em classificações que estão amplamente publicadas na literatura. Quando nos deparamos ante um deslocamento discal com redução a questão é: RECAPTURAR OU NÃO RECAPTURAR O DISCO ARTICULAR? É a recaptura do disco articular um dos objetivos a serem alcançados? Quando tratamos uma artropatia desta articulação temos que formular certos princípios:

Figura 3. Luxação anterior do disco articular. Paciente de sexo feminino. 14 anos de idade. Leve irregularidade dos contornos da cortical óssea.

1) Antes de tudo fazer um diagnóstico diferencial: O que levou a esse deslocamento do disco articular? 2) O objetivo principal é sempre proporcionar ao nosso paciente qualidade de vida. Se existe inflamação, resolve-la. Hoje a RNM tem excelentes parâmetros para ver isso. Mas novamente QUAL É A CAUSA DA INFLAMAÇÃO? É local ou sistêmica? 3) QUANDO PODEMOS: recapturar o disco SIM, e isso depende do DIAGNÓSTICO, temos que entender que recuperar os elementos anatômicos articulares para uma posição fisiológica e sadia é SEMPRE VALIOSO. Lembrar que a anatomia é a plataforma onde a fisiologia atua 4) Para provar que temos recapturado o disco articular, precisamos da comparação da RNM antes e após o tratamento. O objetivo de este post é a comparação das imagens, para isso escolhi imagens expressivas. E simplesmente para comparar os câmbios nos tecidos moles e nos tecidos duros.

Figura 4. Imagens comparativas da recaptura do disco e a remodelação positiva da cortical óssea em uma adolescente

Comparação de cortes das RNM antes e após o tratamento em casos de Patologias da ATM em crianças e adolescentes. O mais importante deste caso não é só a recaptura do disco mas o remodelamento positivo da cabeça mandibular onde era visível a irregularidade óssea. April 2012 – TMJ Pathologies in children the overlooked diagnosis 2012 IAO (International Association for Orthodontics Annual Meeting 3th Place Award-Table Clinics- San Juan, Puerto Rico. A adolescente não tinha dor na ATM, mas só dor nos ombros e estales. Logicamente neste caso o diagnóstico diferencial nos da um prognóstico favorável .Nem  toda artropatia nos permite este resultado, mas isso é parte do diagnóstico.

Figura 5 Luxação anterior do disco articular. Paciente de sexo feminino. 52 anos de idade. Recaptura discal.

Um dos cortes da RNM. Paciente de sexo feminino de 52 anos se apresenta na clínica com queixas de muitos anos de dor de cabeça, temporal e dor na nuca. Dor de ombros, sensação de ouvidos entupidos, crepitações em ambas as articulações temporomandibulares. Apresentava limitação da abertura bucal e dificuldade para mastigar alimentos duros.Tomava diversos analgésicos e anti-inflamatórios que não aliviavam os sintomas.Hoje assintomática.

Figura 6. Luxação lateral do disco articular em uma criança de sexo feminino de 9 anos de idade. Recaptura do disco articular e realinhamento do côndilo mandibular.

Traumatismo direto provocando a distensão do ligamento medial. Luxação lateral externa do disco articular. Patologias da ATM, diagnóstico diferencial no tratamento de crianças e adolescentes. Paciente de sexo feminino. 9 anos de idade. Queixas principais: Dor no ouvido direito, dor de cabeça principalmente no lado direito. Dor na parte posterior do pescoço, principalmente no lado direito. Dor nos ombros principalmente no lado direito. Dor na ATM, mais do lado direito. Dor na mastigação. Sensação de ouvido entupido. Dor na abertura e fechamento da boca. Ela caiu na piscina e bateu o queixo, Começo a sentir sintomatologia só quatro meses após a queda; inicialmente a dor era no começo da noite, posteriormente era continua. Antes de vir no consultório tinha sido medicada por vários colegas com Anti-inflamatórios e analgésicos que já não funcionavam. As imagens solicitadas pelos colegas com panorâmica e TC não mostravam informação relevante. Inclusive os cortes sagitais da RNM, não revelam informação relevante NESTE CASO SÓ O CORTE FRONTAL nos mostra o deslocamento. Realinhamento mandibular com a técnica neurofisiológica. Paciente hoje em dia assintomática.

Figura 7. Luxação anterior do disco articular em um paciente de sexo masculino de 34 anos de idade. Recaptura discal e remodelação positiva da cortical óssea.

Corte da RNM antes e após o tratamento. Paciente de sexo masculino 34 anos de idade. Paciente com dor de cabeça frontal, dor retro-ocular, temporal, dificuldade para mastigar alimentos duros. Hoje em dia assintomático. É Importante considerar fora da regularização da relação do disco com a cabeça da mandíbula a remodelação positiva da cabeça mandibular. Descompressão articular. Realinhamento mandibular com a técnica neurofisiológica. Recaptura discal 30

7 respostas em “Deslocamento Anterior do Disco Articular com Redução. Recapturar ou não Recapturar, eis a Questão.

  1. Pingback: Página de estudos e investigação da ATM. Um ano de publicações. | Pagina de estudos e investigação da ATM

  2. Oi na minha resonancia deu que tô com deslocamento do disco anterior do disco articular direito associados alteração de sinal e definição da zona posterior será que vou precisar fazer a cerugia?

    Curtir

    • Caro George Coppio, considerando a modificação estrutural da cabeça da mandíbula, considero uma boa posição. Continuamos utilizando o termo recaptura quando deveríamos passar como autores franceses referem como desunião côndilo discal dependendo grados. Na figura 5 que você menciona eu gostaria que o disco se encontrasse o que hoje se considera melhor que é a posição de 13 horas. Mas temos que considerar que a cabeça mandibular tem uma forma em ponta, sem uma base. Espero ter respondido a sua pergunta.
      Atte

      Lidia Yavich

      Curtir

  3. Boa noite Lídia. Minha RNM acusou deslocamento
    anterior parcial, segmento central, do disco articular, com redução. Em fevereiro tive caxumba apenas do lado direito. A partir daí, reparei que tive uma piora na DTM. Ainda hj, continua, pelo menos uma vez na semana, inchando abaixo do ouvido direito. Será que esse inchaço tem relação com esse deslocamento? Vou precisar de cirurgia?

    Curtir

    • Caro Cleber não é possível dar uma resposta com esses dados, para avaliar o tipo de deslocamento é necessário estudar todos os cortes e diferentes parâmetros dentro de uma RNM . Caxumba pode agravar uma situação preexistente, mas de tudo jeito tem parâmetros na ressonância, que podem falar se inflamação ou não. De tudo jeito nenhuma imagem consegue fazer um diagnostico em forma isolada sem o paciente, exame clínico e outros auxiliares do diagnóstico.

      Curtir

Deixe uma resposta para Cleber Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s