Distonia Cervical ou Torcicolo Espasmódico: Evolução positiva após Tratamento Neurofisiológico

O paciente deste post se comunicou comigo por indicação de um colega do exterior.

Por  meio de e-mail, o paciente comentou o motivo da consulta : tinha sido diagnosticado com DISTONIA CERVICAL ou Torcicolo espasmódico. Rapidamente respondi que não era a minha área porque a minha especialidade era Patologias da ATM e Ortodontia e Ortopedia Facial.

O paciente insistia, comentando que o colega que me indicou,  me conheceu em um congresso da AACP onde fui convidada como conferencista. O colega não sabia se eu tratava de Distonia Cervical ou Torcicolo Espasmódico, mas tendo assistido minha apresentação achou que talvez eu poderia ajuda-lo.

Comecei me aprofundar sobre trabalhos publicados nesta área. Um dos artigos que influenciaram a aceitar o paciente foi :  Spasmodic Torticollis: The Dental Connection . Anthony b. Sims, D.D.S.; Brendan C> Stack, D>D>S> ;MS.;Gary Demererjian, D.D.S.

1

Distonia é um termo que define um grupo de doenças caracterizadas por espasmos musculares involuntários que geram movimentos e posturas anormais de determinada parte ou de todo o corpo. Distonia é classificada como uma doença do sistema nervoso.Existem muitos tipos de distonia, e muitas doenças e condições podem causar distonia.

Distonia focal: acomete apenas uma região do corpo, como os olhos, o pescoço ou as mãos.Normalmente, a etiologia é desconhecida. Há hipóteses que sugerem que os movimentos anormais resultam de uma disfunção dos núcleos da base (gânglios da base).

2Distonias Focais               

Este tipo de distonia costuma surgir na idade adulta, geralmente após os 30 anos de idade. As primeiras manifestações clínicas quase não são notadas, surgindo somente em certos momentos do dia e podem ter como gatilho algum ato motor específico, como, por exemplo, ler, falar, escrever ou andar.

As denominações de distonias focais variam de acordo com o local acometido, sendo que as principais são:

Blefarospasmo: consiste no pestanejar involuntário e copioso que faz com que a pálpebra se feche. Os primeiros sintomas surgem como um aumento da frequência do ato de piscar, sensação de irritação nos olhos ou foto sensibilidade.

Distonia oro mandibular: caracteriza-se por espasmos na região inferior da face, tais como os lábios, boca, língua e mandíbulas. Os sintomas mais frequentes são a dificuldade para mastigar, abrir a boca, deglutir alimentos e articular as palavras.

Torcicolo espasmódico: esta representa a forma mais comum de distonia e é responsável por afetar a musculatura que sustenta o pescoço.

Disfonia espasmódica: neste caso, há o envolvimento das cordas vocais. A alteração da voz resulta de espasmos involuntários das pregas vocais, laringe e faringe. Comumente, relaciona-se à Distonia de outros músculos faciais.

2

Depoimento do paciente:

Tudo começou aproximadamente após a colocação dos implantes inferiores.

Um ano após eu já comecei a  perceber desconforto.

Rigidez nas costas e no pescoço e um peso muito forte na nuca e dor.

Comecei a fazer baterias de exames com neurologistas, fisiatras, reumatologistas, ortopedistas e todos tinham a mesma opinião dizizm que podia ser um problema de stress e cansaço.

Posteriormente eu comecei a sentir um movimento de torção  no pescoço para a esquerda, não era muito forte mais eu sentia que não tinha  mais controle no meu pescoço.

Meu pescoço  sempre estava  tendendo a virar para a esquerda, principalmente ao andar e quando tentava ficar em uma posição para segurar algum objeto.

Depois de ter passado por fisioterapia, quiropraxia, acupuntura todas essas técnicas comecei a pesquisar  e consultei  novamente um neurologista que diagnosticou: Distonia Cervical. O neurologista pediu vários exames para eliminar a possibilidade de trauma e algum outro problema relacionado à doença de Wilson. Foi descartada essa hipótese

Consultei outro neurologista que confirmou o mesmo diagnostico  DISTONIA CERVICAL.

Iniciei um tratamento com Botox para aliviar e relaxar alguns músculos, trapézio, esternocleidomastoideo e esplênio. Fui orientado para fazer três aplicações de relaxantes musculares.

Comecei a pesquisar mais sobre o assunto e achei  alguns vídeos sobre ATM e alguns tratamentos com aparelhos dentários.

4

Oclusão habitual do paciente

Depoimento do paciente:

A situação é muito ruim porque é uma doença neurológica , a causa não é conhecida e  até hoje não se conhece a cura.

Eu acredito que deva ter alguma relação com os implantes, porque eu passei mais de 30 anos sem estes dentes, pode ser que a posição da minha boca pode ter causado alguma alteração lenta que culminou neste estado.

Eu não sou especialista pra afirmar que seja isso, mas acredito que vale a pena uma investigação ate porque existem artigos do Dr. Anthony Sims e alguns outros doutores na área odontológica que apontam para possíveis problemas de distúrbios da cabeça e pescoço e coordenação motora, da doença de Tourette ou alguma coisa assim, associadas com distúrbios na região da ATM, as articulações temporomandibulares.

1

Depoimento do paciente:

Segue detalhes dos principais sintomas

Impossibilidade de estabilizar a cabeça

Zumbidos nos ouvidos

Sensação de compressão nos ouvidos

Espasmos dos músculos quando quero movimentar a  cabeça para baixo e para direita

Estalos nas vértebras da região da nuca, talvez a C1 e C2, não estou seguro, rangido dos ossos da coluna

Rangido da ATM principalmente quando bocejo

Dores variadas na região da cervical e posterior da cabeça

Desconforto geral nas costas, ombros e abdômen

Estalos de várias articulações do corpo


5
Radiografia panorâmica do paciente antes do tratamento.6 Radiografia frontal do paciente onde pode ser claramente percebida a impossibilidade de deixar a cabeça em posição reta.7 Laminogafia inicial do paciente, em oclusão habitual onde pode se observar a retroposição das cabeças da mandíbula.

9 Radiografia Lateral do paciente em oclusão habitual antes do tratamento.10

Se observa nesta radiografia lateral e da coluna cervical a total falta de espaço entre o arco do ATLAS e o Occipital. Acreditando ter aderências solicitei uma radiografia lateral em flexão.

11

Na radiografia lateral em flexão se observa espaço diminuído entre o arco do Atlas e o Occipital. O ESPAÇO ESTÁ DIMINUÍDO, MAS EXISTE.

12A RNM em boca fechada mostra um disco de pequeno tamanho, facetas superiores em ambos côndilos mandibulares e compressão retrodiscal bilateral. O paciente abre a boca sem dificuldade com os discos acompanhando as cabeças mandibulares. Não achei importante incluir a imagem em boca aberta para este caso clínico.
13

A eletromiografia de superfície dinâmica mostra importante assimetria dos temporais superficiais direito e esquerdo, e baixa atividade de ambos os masseteres.  Os trapézios não mostram atividade durante o fechamento mandibular, o que é fisiologicamente correto. Importante atividade dos digástricos em fechamento, o que é fisiologicamente incorreto.  

14

A eletromiografia de superfície dinâmica mostra importante assimetria dos temporais superficiais direito e esquerdo, e baixa atividade de ambos os masseteres.  Os esternocleidomastoideo  mostram atividade durante o fechamento mandibular, o que é fisiologicamente incorreto ( o esternocleidomastoideo não é um músculo da mastigação). Importante atividade dos digástricos em fechamento, o que é fisiologicamente incorreto.

15

Seus músculos mastigatórios foram desprogramados eletronicamente com um DEM desprogramador eletrônico mandibular e depois foi registrada uma mordida em posição de repouso neurofisiológica utilizando um magnetógrafo. Para este registro utilizamos a técnica neurofisiológica.

Com esses dados construímos um aparelho intraoral testado electromiograficamente e cineciograficamente para suportar a posição neurofisiológica escolhida.

16 comparativa frontal 1 dio

Comparação da imagem frontal do paciente: inicial e quatro meses após o uso do DIO. Notasse uma importante melhora no posicionamento da cabeça e ombros

17 A comparativa perfil diio

Comparação da imagem do perfil direito do paciente: inicial e quatro meses após o uso do DIO. Notasse uma importante melhora no posicionamento da cabeça e ombros

17 B comparativa perfil 2 diio

Comparação da imagem do perfil esquerdo do paciente: inicial e quatro meses após o uso do DIO. Notasse uma importante melhora no posicionamento da cabeça e ombros

19 Radiografia Lateral do paciente com o dispositivo em posição neurofisiológica. NOTASSE o espaço entre o arco do ATLAS e o Occipital que não existia na radiografia lateral inicial.20Radiografias frontais do paciente comparativas antes do tratamento e com o dispositivo intraoral, o paciente consegue manter a cabeça reta.
21 Comparação das radiografias laterais e da coluna cervical antes do tratamento e com o dispositivo intraoral .NOTASSE o espaço entre o arco do ATLAS e o Occipital que não existia na radiografia lateral inicial.

22

Laminogafias comparativas do paciente: inicial em oclusão habitual onde pode se observar a retroposição das cabeças da mandíbula e com o dispositivo intraoral com descompressão do espaço retrodiscal.

23 comparativa frontal 3 dio

Comparação da imagem frontal  do paciente: inicial, quatro e nove meses após o uso do DIO. O paciente teve uma recuperação na postura fisiológica.

24 comparativa perfil 3 diio

Comparação da imagem do perfil direito do paciente: inicial quatro e nove meses após o uso do DIO. O paciente teve uma recuperação na postura fisiológica.

25 comparativa perfil 2 diio 3

Comparação da imagem do perfil esquerdo do paciente: inicial,quatro e nove meses meses após o uso do DIO. O paciente teve uma recuperação na postura fisiológica.

artigo

Spasmodic Torticollis: The Dental Connection . Anthony b. Sims, D.D.S.; Brendan C> Stack, D>D>S> ;MS.;Gary Demererjian, D.D.S.

26

O paciente também enviou vídeos onde mostra inicialmente a incapacidade de girar a cabeça antes del tratamento e videos comparativos onde atualmente ele consegue  movimentar, eles não foram inseridos para manter a privacidade do paciente.

48 respostas em “Distonia Cervical ou Torcicolo Espasmódico: Evolução positiva após Tratamento Neurofisiológico

  1. Lidia este caso me encantó!! Te felicito! Realmente le cambiaste la vida a este señor! Pregunto, entre los síntomas que detallás mencionás el aumento de la frecuencia de parpadeo, fotofobia y lagrimeo? De ambos ojos? Solo del ojo del lado afectado? Sabés cual es la relación entre estos síntomas y el espasmo muscular cervical? Gracias !!!

    Curtir

  2. Excelente trabalho doutora! continue assim e contribua ajudando/auxiliando outros médicos com os seus conhecimentos. Sofro com o idêntico caso. Em um curto período de tempo teremos um encontrou! continue assim!

    Curtir

  3. Bom dia , fui diagnosticada com distonia após ter feito uma cirúgia cervical, acredito que ja tinha essa distonia antes, só que os médicosalegavam que meu pescoço virava porque era minha zona de conforto por causa da hérnia, tenho sofrido muito com isso, me limitando vários movimentos, atualmente trato com toxina butolinica, gostaria de uma consulta. Desde já agradeço.

    Att.
    Luciene

    Curtir

  4. Dra. Lidia, boa tarde

    Meu filho tem 25 anos, foi diagnosticado com distonia cervical há +ou- 6 meses (movimento involuntário da cabeça para a esquerda), atualmente faz tratamento com toxina botulínica e lioresal. A ressonância magnética e ultrassom transcraniano (TCCD) não apontaram qualquer lesão nos núcleos de base. O caso dele é muito parecido com esse relatado pela Dra. , que vi na internet,sobre o Sr. que fez implantes dentários. Os sintomas dele são idênticos ao do meu filho, que sofreu um grande trauma na mandíbula ( há tempos atrás, levou muitos chutes no queixo, deslocando a mandíbula esquerda, até hoje tem implante de titânio no queixo, pois o osso foi praticamente esmigalhado – ficou um mês com imobilizado, só tomando líquidos). Por isso ficamos muito interessados no tratamento feito pela Dra., quem sabe? Como moro em São Paulo, gostaria de saber se a Sra. conhece algum especialista aqui, que possa nos ajudar, caso contrário como poderemos consulta-la.
    Obrigada pela atenção

    Curtir

  5. Dr vai fazer 2 meses que estou me tratando de torcicolo espasmodico, fiz ressonância magnético da coluna cervical do crânio e nuca e não deu nada. Viro o pescoço para o lado esquerdo é uma dor horrível, para dormir tomo calmante pois qdo deito a cabeça gira para a esquerda. tomei o remédio que o neuro passou buclofen não fez nada agora estou tomando outro tbem sem efeito. Para dirigir está terrível. Gostaria de ajuda, se tem cura estou preocupada. Mesmo c o neuro ele diz que vai mudando de remédio até ver outra opção. Falei do botou disse que vai tentar com os remédios, ou cirurgia. Gostaria de saber se alguém teve uma cura ou uma luz

    Curtir

  6. Pingback: Página de estudos e investigação da ATM. Um ano de publicações. | Pagina de estudos e investigação da ATM

  7. Meu nome é Jorge Igarashi, lí a matéria e achei bem interessante, pois a postura mostrada da pessoa nesta matéria é idêntica a minha, fui diagnosticada com distonia cervical a dois anos e até hoje não fiz a aplicação desta toxina, pois para fazer aplicação é só em são Paulo, gostaria muito se possível entrar em contato.

    Curtir

  8. Doutora Lidia, Sofro de distonia cervical e sou tratada com toxina botulinica desde 2012, cerca de um ano após cirurgia de implantes, mas não tenho grandes melhoras. Em Portugal não se fazem esses tratamentos. gostava imenso que viesse a Portugal auxiliar os nossos médicos com os seus conhecimentos.

    Curtir

    • Cara Maria Helena, lamentavelmente estes tratamentos são ainda efetuados por uma minoria de profissionais no mundo, tem colegas americanos que a tempo melhoram as distonias cervicais, melhorando a posição mandibular. No caso clinico que publiquei tem o link do artigo publicado em estados unidos,Spasmodic Torticollis: The Dental Connection
      Anthony B. Sims, D.D.S.; Brendan C. Stack, D.D.S., M.S.;
      G. Gary Demerjian, D.D.S.tenta mostrar esse link para os médicos que te tratam, se não consegues abaixar o artigo me fala que eu te envio por emai.
      Atte
      Lidia Yavich

      Curtir

  9. Dra. Lidia, acredito sofrer do mesmo problema mas ainda não me consultei com o neurologista. Minha cabeça está ficando torta em relação ao pescoço, meus músculos da cabeça e do pescoço de alguns anos para cá fazem barulhos estranhos, repuxam, minhas vértebras cervicais estalam o tempo todo, minha mandíbula desloca, movimenta-se como se girasse e altera a forma do meu rosto. Faço tratamento para atm, pois apresento um disco subluxado e o outro deslocado mas as estruturas da articulação estão sem danos. A distonia cervical é a causadora desses problemas na atm? Aguardo resposta.

    Curtir

    • Cara Sabrina tem uma quantidade enorme de músculos e ligamentos que conectam a cabeça e o pescoço. Quando as ATMs estão funcionando errado (tanto com dor muscular ou desordens internas) o pescoço e os músculos do ombro podem ir a um espasmo doloroso durante este processo. Esta e uma das hipóteses dadas para a etiologia do torcicolo espasmódico.
      A posição alterada da ATM dentro da fossa articular pode resultar em uma falta de alinhamento da cabeça que articula com a coluna cervical O CONTRARIO TAMBÉM é verdadeiro.
      È fundamental que todo o sistema esteja em harmonia e equilíbrio muscular e postural.
      Não sei como estás tratando a ATM, é importante a recuperação do sistema.
      Atte
      Lidia Yavich

      Curtir

  10. Tenho distonia cervical à direita. Faço tratamento com toxina botulinica exclusivamente. Não sinto grandes melhoras. Sinto comprometimento da fala e parece até da respiração. Mesmo com a aplicação há mais de um mês, tenho dificuldade para manter o pescoço ereto. Há algo que possa ser feito além do tratamento com toxina que possa melhorar também a fala? Se possível, marcarei uma consulta. Obrigado.

    Curtir

  11. Olá Dra. Lídia
    Minha mãe está sofrendo muito com esse problema. Ela foi diagnosticada a seis meses, com distonia cervical.
    Hoje faz tratamento com relaxantes musculares e em breve fara a aplicação da toxina botulínica.
    Infelizmente os relaxantes não tem dado resultados satisfatórios.
    Quero muito marcar uma consulta.
    Desde ja obrigada

    Curtir

  12. Dra. Lidia boa tarde, o seu artigo muito me chamou atenção e me deu esperança de melhora para minha mãe, ela foi diagnosticada com distônia cervical a 13 anos atrás, ela faz tratamento com a toxina de botox, mas não percebo melhora. Como faria para entrar em contato com a sra.

    Curtir

  13. Olá Dra Lydia tudo bem? Sou portadora de distonia cervical a muitos anos e tenho achado cada vez mais vídeos de pacientes (fora do Brasil) que tem DC e também usam aparelho para melhorar…Esse aparelho é só para pessoas q tem problemas na ATM ou não? Já pesquisei alguns sintomas de pessoas q tem problemas na ATM como zumbido no ouvido, dor de cabeça , na face etc….Eu graças à Deus ñ tenho esses sintomas…embora a algum tempo fiz tratamento ortodôntico e meu dentista me avisou q minha mordida era muito fechada e teve uma época q tinha muitos estalos…Agora ñ, só se eu abrir muito a boca…Será q se eu usar esse Dio, possa a vir a ter esses sintomas???

    Curtir

  14. Dra, eu já fui diagnosticado com blefaroespasmo, transtorno conversivo, e recentemente manifestei a distonia cervical (torcicolo espasmódico). Não sei mais o que fazer. Eu sinto que quando acabo de acordar ou estou mais relaxado, sem e estar sob pressão, os meus sintomas ficam mais minimizados. Faço uso de ansiolíticos e antipsicóticos. Teria como você me dar alguma informação sobre o seu tratamento. Obrigada

    Curtir

  15. Boa noite! Sou fisioterapeuta em Porto Alegre e atendo um paciente com distonia cervical. Acho muito relevante e interessante esta a ATM. Podes nos ajudar no tratamento?
    Att, Renata

    Curtir

    • Renata, dentro do projeto atual nos pacientes de distonia, o paciente teria que marcar uma consulta que poderias acompanhar, após a consulta clínica, e os exames solicitados, eu posso avaliar se é um caso que possa ter relação com patologia da ATM e ver se se encaixa neste tratamento.
      Atte
      Lidia Yavich

      Curtir

  16. Dra Lidia, meu esposo possui diagnóstico de distonia desde a infância. Hoje tem 30 anos e sofre com problemas semelhantes aos de seu paciente, rigidez de músculos da face, dificuldades na fala e posturais, uma vez que o pescoço também é torto.
    Gostaria de saber se a senhora me indicaria um profissional em Goiânia-Go que possa nos ajudar.

    Curtir

  17. Dra. Lidia, minha filha tem uma protése na coluna cervical, ela queixa de muita,muita dor no pescoço, esta afetando sua capacidade de escrever, pode responder para ela.
    Obrigada

    Curtir

  18. Dra me ajude, acho que estou com esse problema. Tenho dtm e faço uso da placa, esta feita por um “especialista”. Quero muito ir me tratar com a senhora, porem nao tenho condições. Sou de sp e aqui nao ha especialistas sérios nisso, querem so vender tratamentos antigos e que nao funcionam. Para completar nao tenho nenhum plano de saude. To cansada dessas dores, ja chego a vomitar e ter nauseas tamanha dor que sinto no pescoco e ombros. Se a senhora souber de um especialista que use a mesma forma de tratamento feita pela senhora, eu agradeco, da para quebrar o galho ate quando estiver empregada e e tratar aí no sul. grata!

    Curtir

  19. Boa noite D.Lidia, parabéns pela matéria maravilhosa.
    Meu marido sofre de Distonia cervical a mais de 20 anos, e desde então, trata de 3 em 3 meses com Toxina botulínica. Ajudando a manter os movimentos involuntários…
    Será que se ele fizer esse tratamento, terá alguma melhora?
    Por favor entre em contato comigo.
    Desde já agradeço muito
    Obrigada

    Curtir

Deixe uma resposta para Jorge Igarashi Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s